century tubos
Century

Aumenta o consumo de aço no Brasil

O Instituto Aço Brasil registrou neste semestre um aumento de 9,3% no consumo aparente de produtos siderúrgicos, na comparação com o ano passado, atingindo a marca de 10,1 milhão de toneladas.

Outros produtos como os tubos de aço quadrados também têm sido mais consumidos.

No semestre foram produzidos 17,2 milhões de toneladas de aço bruto, ou seja, uma alta de 2,9% ante ao mesmo período de 2017.

A sobretaxa dos EUA, imposta à maioria dos países, fez com que todos estes passassem a vender o aço 25% mais caro e a vender suas cotas, o mais rápido possível, para aproveitar a oportunidade. No caso do Brasil, os tubos de aço revestidos e sem solda já bateram o limite.

Vendas refletem o aumento

Entre as companhias nacionais, as vendas internas das siderúrgicas foram de 8,8 milhão de toneladas, representando uma alta de 9,9% na comparação anual. E as importações avançaram 5,6%, chegando a 1,3 milhões de toneladas, enquanto as exportações caíram 5,7%, entre os meses de janeiro e junho, alcançando 6,9 milhões de toneladas.

Metas para os próximos meses

De acordo com o Instituto Aço Brasil, a projeção para as vendas internas até o final deste ano é de 17,7 milhões de toneladas, o equivalente a uma alta de 5% no ano.

Já em termos de produção, a previsão de crescimento é de 4,3%, ou 35,8 milhões de toneladas.

Além disso, a estimativa para o consumo aparente é de 4,9% de crescimento, totalizando 20,1 milhões de toneladas.

Diante dessas projeções, as importações de aço, que vinham da China, também correm o risco de desacelerar, já que a desvalorização do real tem de certa forma protegido o mercado brasileiro de uma entrada mais agressiva do aço importado.

Fonte: Valor Econômico

Contato ENVIE UM E-MAIL
Faça um Orçamento Nós te Ligamos
Fale conosco no Whatsapp!